• Research Center in Biodiversity and Genetic Resources

    InBIO Associate Laboratory

    Research Center in  Biodiversity and Genetic Resources
  • Research Center in Biodiversity and Genetic Resources

    InBIO Associate Laboratory

    Research Center in  Biodiversity and Genetic Resources
  • Research Center in Biodiversity and Genetic Resources

    InBIO Associate Laboratory

    Research Center in  Biodiversity and Genetic Resources
  • Research Center in Biodiversity and Genetic Resources

    InBIO Associate Laboratory

    Research Center in  Biodiversity and Genetic Resources
 

 

 

 
 
Há Vida no Parque! – Répteis
12 de Junho de 2016 | Parque de Serralves
2016-06-02
 

No domingo dia 12 de Junho Há Vida no Parque! em Serralves. Será dedicado aos Répteis e é uma actividade no âmbito da parceria entre a Fundação de Serralves e o CIBIO-InBIO.

 

Este ano há algumas novidades quanto aos dias e horários:

 

DOMINGO


Conversa (Adultos) das 11h00-11h30, na sala nova de formação (Quinta de Serralves)
Percurso (Adultos e Famílias) das 11h30-12h30, aberto a famílias e público em geral. Partida da Quinta de Serralves
Oficina no Lagar (Espaço.Parque), das 10h00 às 13h00.

Conversa e Percurso: José Carlos Brito (CIBIO-InBIO – Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos)
Oficina: Mundo Científico, Lda.

 

Acesso: entrada livre (primeiro domingo do mês)

 

Sinopse da actividade:
Os répteis são dos animais mais incompreendidos pelo Homem e perseguidos desde há milhares de anos, com a notável exceção das tartarugas. No entanto, a maioria das espécies são inofensivas, como acontece com as que se encontram em Portugal, e todas optam primordialmente pela fuga quando se sentem ameaçadas. São um grupo de animais fascinante devido ao exotismo de cores, formas e padrões. O seu comportamento esquivo e discreto permite-lhes passar despercebidos, o que faz da sua observação muitas vezes um desafio.
Em conversa pretende-se, acima de tudo, desmistificar este grupo animal e apresentar as suas principais características, a diversidade de espécies e os fatores de ameaça. No percurso partir-se-á à descoberta das espécies de répteis que habitam no Parque e perceber como se adaptam estes animais aos ambientes urbanos.

 

Mais informação sobre esta e outras actividades no website da Fundação de Serralves.