• Research Center in Biodiversity and Genetic Resources

    InBIO Associate Laboratory

    Research Center in  Biodiversity and Genetic Resources
  • Research Center in Biodiversity and Genetic Resources

    InBIO Associate Laboratory

    Research Center in  Biodiversity and Genetic Resources
  • Research Center in Biodiversity and Genetic Resources

    InBIO Associate Laboratory

    Research Center in  Biodiversity and Genetic Resources
  • Research Center in Biodiversity and Genetic Resources

    InBIO Associate Laboratory

    Research Center in  Biodiversity and Genetic Resources
 

 

 

 
 
Há Vida no Parque! – Insetos
22 de Maio de 2016 | Parque de Serralves
2016-05-11
 

No domingo dia 22 de Maio Há Vida no Parque! em Serralves. Será dedicado às Insetos e é uma actividade no âmbito da parceria entre a Fundação de Serralves e o CIBIO-InBIO.

 

Este ano há algumas novidades quanto aos dias e horários:

 

DOMINGO


Conversa (Adultos) das 11h00-11h30, na sala nova de formação (Quinta de Serralves)
Percurso (Adultos e Famílias) das 11h30-12h30, aberto a famílias e público em geral. Partida da Quinta de Serralves
Oficina no Lagar (Espaço. Parque), das 10h00 às 13h00.

Conversa e Percurso José Manuel Grosso-Silva (MHNC-UP – Museu de História Natural e da Ciência da Universidade do Porto e CIBIO-InBIO – Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos).
Oficina: Mundo Científico, Lda.

 

Acesso: mediante aquisição bilhete Parque

 

Sinopse da actividade:
Os insetos representam cerca de 90% de todas as espécies animais conhecidas. Podem ser encontrados virtualmente em todos os ecossistemas e habitats do planeta e a sua importância ecológica, muitas vezes esquecida, é vital para o funcionamento da Biosfera Terrestre. Desempenham papéis fundamentais nos ecossistemas como herbívoros, predadores, polinizadores e decompositores. A sua importância em termos globais, mas também qual o seu papel em meio urbano e quais as melhores formas de fomentar a sua diversidade, será debatida durante a conversa. No percurso partir-se-á à descoberta dos insetos que habitam o Parque, onde se observarão as espécies mais abundantes e se descobrirão outras menos comuns.

 

Mais informação sobre esta e outras actividades no website da Fundação de Serralves.