• Research Center in Biodiversity and Genetic Resources

    InBIO Associate Laboratory

    Research Center in  Biodiversity and Genetic Resources
  • Research Center in Biodiversity and Genetic Resources

    InBIO Associate Laboratory

    Research Center in  Biodiversity and Genetic Resources
  • Research Center in Biodiversity and Genetic Resources

    InBIO Associate Laboratory

    Research Center in  Biodiversity and Genetic Resources
  • Research Center in Biodiversity and Genetic Resources

    InBIO Associate Laboratory

    Research Center in  Biodiversity and Genetic Resources
 

 

 

 
 
Há Vida no Parque! – Interações Biológicas
3 de Julho de 2016 | Parque de Serralves
2016-06-24
 

No domingo dia 3 de Julho Há Vida no Parque! em Serralves. Será dedicado à Evolução e é uma actividade no âmbito da parceria entre a Fundação de Serralves e o CIBIO-InBIO.

 

Este ano há algumas novidades quanto aos dias e horários:

 

DOMINGO

 

Conversa (Adultos) das 11h00-11h30, na sala nova de formação (Quinta de Serralves)
Percurso (Adultos e Famílias) das 11h30-12h30, aberto a famílias e público em geral. Partida da Quinta de Serralves
Oficina no Lagar (Espaço. Parque), das 10h00 às 13h00.

 

Conversa e Percurso: Cristina Garcia (CIBIO-InBIO – Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos)
Oficina: Mundo Científico, Lda.

Acesso: entrada livre (primeiro domingo do mês)

 

Sinopse da actividade:
O mundo faz-se de interações. Não há nenhuma espécie, comunidade ou indivíduo que consiga viver de forma isolada e desligada do meio envolvente. Estas interações/relações podem ser de diferentes tipos e não se esgotam na "simples” cadeia alimentar. Parasitismo, comensalismo, facilitação ou mutualismo, são os diferentes tipos de interações que se observam nos ecossistemas. Na conversa serão abordadas diferentes tipos de interações, principalmente entre plantas e animais, mais ou menos visíveis, mais ou menos diretas; enquanto no percurso iremos procurar e explorar a diversidade de interações e relações presentes num sistema tão complexo como o Parque de Serralves e os benefícios que os ecossistemas recebem destas mesmas interações.

 

Mais informação sobre esta e outras actividades no website da Fundação de Serralves.